Olho biônico dará visão de super-herói a humanos



Se o Google Glass já assustava, devido à possibilidade de gravação de imagens, imagine um olho biônico que pode fazer o mesmo. E sem você saber.

Olhos biônicos: a tecnologia promete desenvolver um olho impresso em 3D mais resistente e capaz de gravar vídeos

A empresa italiana de pesquisa e design MHOX quer transformar os filmes de ficção científica em realidade. A proposta dos pesquisadores é um olho impresso em 3D que substitui o olho humano e pode gravar imagens produzidas pela visão de uma pessoa.

O protótipo possui o nome sugestivo de EYE (sigla para Melhore Seu Olhar, em português). Ele será fabricado em três modelos, chamados de “Melhore”, “Avance” e "Cure".

Os dois primeiros protótipos parecem objetos que saíram da série “O homem de 6 milhões de dólares”. O “avance” é o modelo mais bizarro, mas também o mais impressionante, da MHOX.

Ele propõe a instalação de uma “glândula” no crânio das pessoas que desejam implantar o olho biônico. Ela enviaria sinais para a gravação e o compartilhamento online de imagens capturadas pelo olho.

O “Melhore” oferece uma visão 5/3, ou seja, você seria capaz de enxergar a cinco metros de distância o que pessoas com uma visão "normal" veriam somente a três metros.

Três tipos de olhos: os protótipos seriam divididos em três categorias, Cure, Melhore e Avance

Ele propõe a instalação de uma “glândula” no crânio das pessoas que desejam implantar o olho biônico. Ela enviaria sinais para a gravação e o compartilhamento online de imagens capturadas pelo olho.

Além disso, o “Melhore” também é capaz de mudar o filtro das imagens reproduzidas pelo olho. Seria como escolher um filtro no Instagram, mas você teria que tomar uma pílula para ter o efeito desejado.

Já o “Cure”, será uma revolução no mundo da medicina, se produzido. O modelo promete reparar olhos machucados por doenças ou traumas com o uso de uma pípula.

No entanto, para o olho biônico funcionar, é preciso retirar o orgânico e instalar uma peça de hardware, chamada de Deck. Ela conecta o olho ao cérebro permanentemente para traduzir os sinais das fibras musculares orgânicas para o produto.

Ele propõe a instalação de uma “glândula” no crânio das pessoas que desejam implantar o olho biônico. Ela enviaria sinais para a gravação e o compartilhamento online de imagens capturadas pelo olho.

“Para substituir o EYE, o usuário só precisa coloca-lo dentro do orifício ocular no crânio e os tecidos do Deck irão se conectar ao olho automaticamente”, conta Filippo Nassetti, designer-chefe na MHOX, em entrevista para o site Dezeen.

O EYE será lançado em 2027, de acordo com o site da MHOX. Se o produto vingar, a nova tecnologia auxiliaria na produção de outras partes biônicas do corpo humano, como braços, pernas, orelhas, narizes e outros.


Fonte: Quartz

 

Pesquisa Google

Carregando...